Inicial

Uma das mais importantes funções da mente é a apreensão de relações e, particularmente das relações que envolvem a formação e manipulação de símbolos. A capacidade de traduzir aspectos do mundo em símbolos e, por meio do processamento de símbolos, ampliar o conhecimento do real e interferir sobre ele, está na raiz da própria ciência. Os avanços conjuntos da psicologia, neurociências e ciências da cognição neste final de milênio possibilitam que se anteveja uma compreensão científica do próprio conhecer.

É nesta ciência do comportamento e do conhecimento que podem estar as respostas para os desafios colocados diante do homem e da sociedade pelo próprio aumento vertiginoso do conhecimento científico e pelo aumento da velocidade da mudança tecnológica, uma vez que as práticas educacionais atuais não se mostram capazes de preparar adequadamente o cidadão para a inserção nesta nova sociedade, que requer de todos os indivíduos que estejam continuamente aprendendo, ou seja, reformulando e ampliando seus conceitos.

O INCT-ECCE, sediado na Universidade Federal de São Carlos, reúne pesquisadores de 7 Universidades brasileiras e de uma Universidade americana. O Instituto dedica-se à investigação básica de processos de comportamento complexo e cognição, procurando também aplicar este conhecimento para desenvolver procedimentos de ensino aplicáveis a populações que se beneficiam pouco do ensino regular: crianças com dificuldades de aprendizagem, portadores de deficiência mental e adultos analfabetos.

As principais linhas de estudo do INCT-ECCE são:

  • Modelos animais de comportamentos complexos envolvidos em repertórios cognitivos
  • Processos de aquisição e desenvolvimento de comportamento humano complexo, relevantes para a compreensão dos repertórios lingüísticos e cognitivos
  • Aplicações ao desenvolvimento de procedimentos de ensino de repertórios acadêmicos básicos, especialmente no campo da aprendizagem de leitura, escrita e matemática.
Anúncios